Segundo Prefeitura, trabalho de monitoramento ocorre em córregos da cidade.

Em maio, G1 mostrou que planta havia novamente proliferado na lagoa.

Limpeza foi feita na Lagoa do Sidil em Divinópolis Prefeitura de Divinópolis/Divulgação Equipe da Prefeitura de Divinópolis fizeram limpeza no Rio Itapecerica e na Lagoa do Sidil nesta sexta-feira (3).

Não foi divulgada a quantidade de planta recolhida no local.

A ação consiste em evitar acúmulo de aguapés e, para isso, um trabalho monitorado tem sido feito.

Segundo a Secretaria Municipal de Operações e Serviços Urbanos (Semsur), todos os córregos do município recebem manutenções periódicas de acordo com um cronograma.

As manutenções visam a prevenção de alagamentos e entupimentos de manilhas no período de chuvas. “O monitoramento é constante e a partir da identificação das ilhas de aguapés nos corpos de água nossa equipe vai lá e retira a planta.

Porém, é necessário que a população também se conscientize, evitando o descarte de lixo e entulho”, disse o diretor da Semsur, Rodrigo Assis. Em maio, o G1 mostrou que uma manutenção foi feita na Lagoa do Sidil.

Segundo a Prefeitura, as plantas voltaram a proliferar no local e o objetivo da limpeza é evitar o crescimento descontrolado.

Em fevereiro, a Prefeitura retirou 500 toneladas de aguapés após 45 dias de trabalho. A Município explicou que estas plantas são prejudiciais, pois absorvem os nutrientes disponíveis na água.

Ao mesmo tempo em que liberam oxigênio, elas retiram o gás carbônico da água.

Com isso, passam a disputar oxigênio com os peixes, trazendo consequências para a vida aquática existente.