Distribuição de máscaras de pano, álcool em gel e sabonetes foi realizada no 73º aniversário do município de Paulicéia.

Ação foi organizada pela Escola Estadual Professor Guirado Braga.

Kits com máscaras, álcool em gel e sabonete foram colocados nas árvores da Praça São Pedro Escola Estadual Professor Guirado Braga Por um dia, os "frutos" das árvores da Praça São Pedro, em Paulicéia (SP), foram itens comuns e essenciais durante a pandemia da Covid-19.

Mais de 100 kits com máscaras de pano, álcool em gel e sabonete foram pendurados como presentes aos moradores no dia do 73º aniversário do município, nesta segunda-feira (29). A ação denominada "Árvore Solidária" foi realizada pela primeira vez pela direção e pelos professores da Escola Estadual Professor Guirado Braga, em conjunto com universitários do projeto Escola da Família. A idealizadora da atividade, Maria Lúcia Pego Silva, afirmou ao G1 que pensou em algo que pudesse colaborar com a comunidade neste momento e que fosse de fácil acesso.

Como professora articuladora do projeto Escola da Família, ela também pensou numa forma de trabalhar com os universitários mesmo de longe.

"Tenho universitários no município e em cidades vizinhas, como Monte Castelo [SP], Dracena [SP] e Pacaembu [SP].

Cada um foi fazendo alguma coisa.

Os que sabiam costurar fizeram máscaras, outros conseguiram doações", comentou Maria Lúcia. O vice-diretor da escola, Müller Ladeia, foi uma das pessoas que colaboraram com a coleta de doações.

Ele é morador de São João do Pau d'Alho (SP) e conseguiu cerca de 60 máscaras.

"Eu me empolgo fácil e, quando tudo começou, a gente foi atrás.

Como é para a escola, as pessoas sempre colaboram", disse ao G1. Com as doações vindas de voluntários de várias cidades, eles conseguiram montar em torno de 120 kits.

Além da máscara, do álcool em gel e do sabonete, foram colocados nos saquinhos instruções de lavagem e orientações sobre higiene. "Os objetivos foram mostrar a importância de usar a máscara, mobilizar as pessoas e trazer essa conscientização nesse momento em que há tantas pessoas sofrendo", explicou Maria Lúcia. Enquanto os voluntários penduravam os kits nas árvores, alguns moradores já demonstraram interesse.

A praça escolhida fica no Centro e próxima ao Pronto-socorro municipal, um ponto de muito fluxo.

"Os kits já acabaram.

E as pessoas tiveram consciência de levar apenas um", disse Ladeia. Com o sucesso da ação, a escola vai manter o projeto da Árvore Solidária.

A próxima cidade a receber a atividade é Monte Castelo. "Como precisamos fazer as máscaras e conseguir as doações, vai levar um tempinho.

A ação foi além do que eu esperava.

Várias pessoas apareceram para ajudar nesse momento em que precisamos de união.

Espero muito que possamos ser melhores depois dessa pandemia, que sejamos mais humanos e solidários", finalizou Maria Lúcia ao G1. Kits com máscaras, álcool em gel e sabonete foram colocados nas árvores da Praça São Pedro Escola Estadual Professor Guirado Braga Kits com máscaras, álcool em gel e sabonete foram colocados nas árvores da Praça São Pedro Escola Estadual Professor Guirado Braga Kits com máscaras, álcool em gel e sabonete foram colocados nas árvores da Praça São Pedro Escola Estadual Professor Guirado Braga Kits com máscaras, álcool em gel e sabonete foram colocados nas árvores da Praça São Pedro Escola Estadual Professor Guirado Braga Initial plugin text Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.